3 de julho de 2013

Plante Amor Colha o Bem

De repente, essas plaquinhas começaram a surgir na nossa linda e caótica Recife.
Um regadorzinho-coração desejando amor e paz no trânsito a quem passava por ele.
O instagram (eu me rendi ao instagram de corpo, alma e coração) foi lentamente sendo invadido por fotos delas aqui e ali... até que um dia, enfim, meu dia chegou e também me deparei com uma delas na rua (parei o carro, lógico, pra tirar foto e postar). :P
Tudo bem. Era uma placa no Clube Náutico. Toda vermelha e branca (ninguém merece). Mas nem liguei.
E depois que vi a plaquinha na rua pensei: preciso de um adesivinho de regador desses pra mim! :)

Tinha gente que achava que era alguma propaganda publicitária... aliás, ate hoje deve ter gente que acha.
E, claro, as plaquinhas e seu criador acabaram indo parar nos jornais.

Diário de Pernambuco --> Aqui
E o Jornal do Commercio fez esse video massa -->


Mas e meu adesivo? Como eu ia conseguir?
Nem jornalista eu sou. Mas sou pidona. Kkkk

E eis que um dia me deparo com essa postagem dele:


 Que respondi assim:
E que resultou nisso: 


Com direito a plaquinha pra chamar de minha! ♥
E com video do making of. (Rsrsrs)

video

E esse post todo é só pra dar parabéns pra o Rafa Mattos, que faz aniversário hoje!

Foto: Guga Matos/JC Imagem

Feliz aniversário, Rafa!

Beijos!


28 de fevereiro de 2013

Non Habemus Papam!

O ano era 2009.
Ver o Papa nunca foi o sonho da minha vida.
Mas eu ia chegar em Roma na quarta-feira.
E ir em Roma e não ir no Vaticano é ficar sem assunto!

E alguém já tinha dito que o Papa falava para os fiéis, na Praça de São Pedro, todas as quartas e domingos.
Então, já que era quarta e já que iríamos de qualquer jeito ao Vaticano, ficou decidido: “na quarta-feira, quando chegarmos em Roma, vamos visitar o Vaticano”.
Vai que, na hora que chegássemos lá, o Papa aparecia na janela (sim porque, claro, a missa, na Praça de São Pedro, deve ser no domingo, pensávamos – > não éramos muito entendidas dos rituais papais).

E chegando lá... detector de metal na entrada da praça (pra variar, o milésimo da viagem. Nem fazia mais diferença). Achávamos que era sempre assim lá! Mas não...
O que nunca a gente iria imaginar é que o Papa estaria lá, não na janelinha, mas do lado de fora da Igreja de São Pedro, rezando uma missa!
Tipo assim, até nas cadeirinhas da praça sentamos pra acompanhar a missa.
E nunca esteve nos nossos planos de viagem isso!
Teve até coral de crianças brasileiras!
Cantando Aquarela do Brasil!
Foi até emocionante!






Bairristas! kkkkk
Daí, 3 anos depois, vem esse mesmo Papa, que eu nunca ia imaginar um dia vê-lo, e resolve renunciar.
Mesmo depois da missa, de termos visitado o museu do Vaticano e a Igreja de São Pedro, quem iria imaginar que um dia como hoje chegaria.
Dia 28 de fevereiro de 2013. 
O dia que um Papa deixou o cargo de Papa (e eu que achava que era um cargo do tipo “até que a morte os separe”).
♥ É muito amor a roupa desses guardinhas do Vaticano! ♥

O altar vazio, depois da missa.
O túmulo de São Pedro, dentro da Basílica de São Pedro.


Mesmo tendo visto todos os túmulos e placas.
Com a lista de todos os Papas sepultados lá.
-- > Tava lá o nominho de João Paulo II, sepultado em 2005. Só 4 anos antes!
E um grande espaço no mármore, para os futuros Papas.
Os nomes dos Papas sepultados na Basílica de São Pedro.
Mas não... Bento XVI resolveu não colocar o nome dele lá (pelo menos não agora).
Resolveu ir embora antes do fim.
E agora fica meu registro.
Eu fui em Roma um dia, vi o Papa rezando uma missa na Praça de São Pedro e esse mesmo Papa renunciou ao cargo.
De Papa!
A Basílica. Final da tarde.

Robilob Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Online Shop Vector by Artshare