15 de abril de 2012

Sobre Tempo, Vergonha e Comerciais de Margarina!


Tempo...tempo...tempo
Queria que meu dia tivesse o dobro de horas ultimamente.
Eu sei que isso não adiantaria nada.
As horas se esgotariam rapidamente em coisas pendentes que finalmente conseguiram o seu tempinho para serem feitas.
Por isso, pensando melhor agora, queria que meu sono tivesse o dobro de horas.
Isso sim adiantaria.
Me dezumbificaria um pouco.



Sei lá...me lembrei do Zumbi dos Palmares -- >   
hahahaha.
Meu avatar do Skype nas segundas-feiras 
quando tô com muito sono.
Fica todo mundo pedindo pra eu tirar (saudade dele).
 J





Mas não era sobre nada disso que eu queria falar.
Tava lendo hoje meu Reader. Tentando atualizar, chegar no dia de hoje pelo menos.
Meu Reader é muita maluquice viu. Tem de tudo. Quando acumula muito é que dá pra notar.
É uma leitura tão diversa que, às vezes, dá vontade de rir lendo.
Fico pensando que se eu marcasse um encontro com todos os escritores do meu Reader...muitos deles se matariam. Tipo assim, entre si.
Não seria um suicídio coletivo e sim um assassinato coletivo. :)))
Tá, deixa pra lá...nem vou tentar explicar isso.

Sei lá...me lembrei do google agora (tô lembrativa hoje!)
As pessoas vivem me perguntando o que significa isso ou aquilo. E me lembrei de uma reportagem que li com um escritor americano (Nicholas Carr) que disse que “o google vende distração”.
Uma frase que achei interessante, que ele disse lá foi:
“Compreender um assunto requer pensar profundamente sobre fatos e experiências e realizar conexões entre eles. Eu acredito que a web desencoraja esse tipo de construção do conhecimento...”.

Não tiro totalmente a razão dele. Ao invés de pensar, você simplesmente digita lá na web e descobre tudo. Agora, imagina as pessoas que nem digitam lá na web e simplesmente dizem: “não sei” ou então perguntam “o que é isso?”.
Pensar também ninguém quer né.
Tudo isso tem me dado uma preguiçaaaa...
E as pessoas acham que estão adquirindo conhecimento simplesmente lendo todo santo dia sua timeline do facebook. Porque pra isso todo mundo tem um tempo. Até de sobra.

Tava lendo hoje uns comentários lá no site da blogueira Shame. Na verdade, a melhor parte do blog, que não tenho tempo nunca de ler (Reader não mostra os coments).
Um blog que surgiu faz pouco mais de 6 meses e que deu uma sacudida no pacificado mundo deslumbrado das malucas blogueiras de moda desse país e suas fiéis e obcecadas seguidoras.
Engraçado, quando eu criticava essas malucas, sempre as amigas diziam que era só implicância minha.
Taí... Blogueira Shame pra provar que não.
Quase 12 milhões de visitas em pouco mais de 6 meses de blog. Quando eu falo...

Não que eu ache que número seja sinônimo de qualquer tipo de qualidade ou sucesso.
Mas como eu disse, visitar a parte de comentários do site rende, no mínimo, muitas risadas.
Sei lá... acho que o Nicholas Carr iria se orgulhar... pois não sei o quão profundo as pessoas pensam sobre os fatos debatidos ali, mas que elas realizam conexões entre eles...isso fazem viu... ainda que no final só reste diversão pra quem lê.
E pelo menos a discussão ocorre. E existem opiniões contrárias sobre um tema. Mesmo que sejam os mais variados e loucos possíveis (e que quase nunca tem a ver com o post do blog).
-- > Psicologia define!

Mas pelo menos não é um facebook da vida onde todos são felizes e comem margarina.

Essa semana, parei de seguir um site que sigo há anos. Inclusive que sou era (??) amiga das pessoas que fazem ele. 
Simplesmente porque elas não aceitam mais opiniões contrárias às delas.
E pasmem: deletaram um comentário meu.
Isso nunca tinha acontecido.
Fiquei chocada.
Tipo assim: facebookaram. Sério. 
O facebook lhes subiu a cabeça.
Acho que pensaram: “Pra que ter que ficar ouvindo pessoas que pensam diferente se temos esses milhares de seguidores do facebook que jamais falarão mal ou comentarão algo negativo? Nós não precisamos disso. Podemos viver só de elogios!!”.


Mas, como bem disse meu amigo Ivan, citando outros, no site dele:

"O que nos humaniza é o fracasso"

É... talvez viraremos todos zumbis. Ou pela falta de sono ou pela falta de fracasso aparente.

E só me restou parar de seguir o blog amigo. Porque se é pra ler e não poder falar nada (nem que seja pra concordar -- > sim, eu tb concordo... às vezes) , prefiro nem ler.
Pois, como a própria definição deste bloguinho aqui diz... e todos que me conhecem sabem:

Porque eu adoro falar...para não perder todas as ideias que passam pela minha cabeça...por isso escrevo!!

2 comentários:

Irlandês Maluko on 15 de abril de 2012 03:44 disse...

Hello, Robi!

Bom, acho que as pessoas estão ficando cada vez mais preguiçosas, querem tudo em apenas um clique, se possível.

Às vezes é até possível imaginar um futuro onde todo mundo é obeso, mostrado na animação "Wall E".

Sobre deletar comentário, isso aconteceu algumas vezes comigo, a autora do blog se sentiu ofendida com o meu comentário, mas a verdade é que não tinha capacidade para responder os questionamentos que fiz sobre uma de suas postagens.

No mínimo, covardia.

(Detalhe, fiquei curioso em saber que blog é esse que você acompanha, isso pede um envio do link via DM, hahahahaha!)

Será que o meu blog está no teu Reader? :O

Beijos e abraços, Robi!

Robi on 15 de abril de 2012 19:08 disse...

Irish,
Seu blog tá sim no meu Reader.
E em relação ao site que parei de seguir...é melhor deixar pra lá. Nem vale a pena saber qual foi,
:)
Bjs.

Robilob Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Online Shop Vector by Artshare