14 de agosto de 2009

Viagem Dia -54: Escolhendo o Roteiro!

EURO HOJE: R$ 2,60
Quem leu o post anterior deve estar pensado: como assim ela vai “mochilar” na Europa e acabou de comprar uma mala pra viajar?
Calma, eu explico.
Quando decidimos ir pra Europa, a única coisa que eu sabia era que eu não iria conhecer milhares de lugares.
Eu sei, a tentação é grande, na Europa tudo é perto, mas na minha concepção de viagem não cabe passar 1 dia em cada país, 5 minutos em cada local, e depois me convencer que conheci vários lugares.
Então, resistindo à tentação das curtas distâncias, decidimos que conheceríamos apenas 3 países (tecnicamente são 4, mas a Escócia foi um brinde que explico depois).

E eles serão: a Irlanda, Paris (apenas Paris na França) e a Itália.
E a escolha desses locais foi feita da maneira mais lógica possível.
Uma amiga de uma, mora na Irlanda, e uma prima da outra, mora na Itália.
E Paris é Paris!!
Simples assim!!!
Ou então... podemos dizer que sorteamos a letra “i” e decidimos pela Irlanda e Itália (resolvemos deixar a Islândia pra outra vez).
E Paris é Paris!!
(claro que a Irlanda tem todo um lado sentimental/emotivo/fanático chamado U2, por trás da escolha também). \o/

Assim, o problema de local foi resolvido e começamos a saga da busca por passagens aéreas.
E aí é que entra a fase “mochilar” da viagem.

Se antigamente mochilar na Europa significava viajar de trem, ônibus e sei lá mais o que... hoje significa viajar em companhias aéreas “low-cost”, ou baixo-custo, numa tradução literal (vi na internet o apelido “Lacoste”.... kkkk... pra quem tem uma pronúncia mais tupiniquim).
E quando eu digo baixo custo, eu falo em passagens por 90 centavos de euro, 1 euro, 5 euros (que com a taxa cobrada de 5 euros pelo uso do cartão na compra, dá um total de 6 ou 10 euros, por exemplo).
E fala sério... uma passagem de avião entre Dublin-Paris, ida e volta, custar 12 euros, (R$ 31,20 na cotação do Euro de hoje), é muito tentador e deixa qualquer pessoa, que está programando uma viagem, louca.

Então, mesmo antes de ter comprado a passagem intercontinental Brasil-Europa, eu já tinha comprado, por exemplo, a passagem de volta Paris-Dublin, por 6 euros (já com taxas). Agora, só restava chegar em Dublin e, de lá, chegar em Paris. A volta já estava garantida (o engraçado eram as pessoas dando dicas dizendo: vai de trem pra Paris... Hellooo... A Irlanda é uma ilha - sem direito a Eurotunel).
E foi nessa hora que a Escócia entrou na viagem - 4 passagens, Dublin-Edinburgh, ida e volta, por 8 euros – não deu pra resistir!

Mas... Mister Lacoste cobra um preço por esse baixo custo. E é justamente aí que entram as mochilas!
Pra viajar de Milão para Roma pagando apenas 0,90 euros, por exemplo, você só pode embarcar com 1 bagagem de mão, pesando 10 kg, no máximo.
E a mala laranja (a minha, só minha – linda e rodopiante malinha), com mais de 30 Kg de capacidade, torna-se totalmente impossível nesse embarque (aliás, minto, você pode levar a mala que quiser, mas as taxas de bagagens despachadas são tão altas que não compensa o Lacoste).

E você não vai perder a oportunidade de conhecer Roma só por causa desse detalhe técnico.
(por isso as amigas e primas, com residências locais, onde sua malinha pode descansar por alguns dias, são indispensáveis -- > Deboraaaaaaaaaaaa... você é indispensável!!! Kkkk).

E tudo tem seu lado bom também. Nada de supérfluo nem excessos. Nada de esteiras de bagagens no desembarque e nem malas extraviadas. Apenas sua mochila e seu kit de substâncias líquidas para bagagens de mão, em embarque internacional* (acho que esse kit só perde, ou empata, pra o chamado “Espaço Schengen” em matéria de coisas esquisitas que aprendi para essa viagem... mas explico em outro post esse Schengen).

E, depois de adaptar a passagem intercontinental às promoções Lacoste, todo o roteiro de avião foi definido, e as passagem compradas (8 no total)!

E a mochila? Vai dentro da mala laranja, claro!!!


DICAS:
1)Transporte de substancias líquidas em vôos internacionais*:A partir de 1º de abril de 2007, todos os passageiros de vôos internacionais (inclusive aqueles alocados em etapas domésticas, ou que necessitem utilizar o salão de embarque destinado aos vôos internacionais) estarão sujeitos à restrição no transporte de substâncias líquidas, incluindo gel, aerossol, pasta, creme, e similares em suas bagagens de mão conforme abaixo:
  1. Todos os líquidos devem ser conduzidos em frascos com capacidade até 100 ml, devendo ser colocados em uma embalagem plástica transparente vedada, com capacidade máxima de 1 Litro, não excedendo as dimensões de 20 X 20 cm. Caso contrário, não poderão ser transportados.
  2. Os frascos devem ser acondicionados dentro de embalagem plástica transparente completamente vedada.
  3. Será permitida somente uma embalagem por passageiro. A mesma deverá ser apresentada para inspeção visual no ponto de inspeção de passageiros, bem como deve estar separada da bagagem de mão do passageiro, dos paletós, jaquetas, e laptops, quando da inspeção nos equipamentos de raios - x.
2)Cias aéreas Low-cost :
www.ryanair.com
www.aerlingus.com
www.easyjet.com

3)Sites de busca de passagens aéreas:
www.decolar.com.br
www.skyscanner.net

3 comentários:

aldenio, o inigualável on 15 de agosto de 2009 13:46 disse...

não vejo a hora de tu ir e voltar e contar as coisas...
xêro
aldenio

Deba on 16 de agosto de 2009 05:40 disse...

huahauauhauhahuauhahu

sou indispensável, né?
seeeeei

olha, tava vendo o blog de um amigo e lembrei de tu... ele mora aqui na irlanda e foi a um show aí, meio fraquinho... um que teve dia 27 de julho... sabe?
e ele postou sobre o show...
http://www.e-dublin.com.br/2009/08/como-foi-o-show-do-u2-em-dublin.html

beijoooo!

juliana on 16 de agosto de 2009 22:33 disse...

Robi, você vai amar! Se quiser meus livrinhos de Paris e de Roma estarão disponíveis. Beijos, July (mãe de Gabi)

Robilob Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Online Shop Vector by Artshare