3 de abril de 2010

O Twitter e Eu!

Tava eu hoje aqui pensando...
Engraçado esse twitter, né.
Acho que o grande culpado de eu não postar mais no meu blog é ele.
Meu blog não tem um assunto específico, não tem público, e só existe porque como falei no meu primeirinho post do blog, resolvi criá-lo pra falar coisas que eu queria, pensava... nem que fosse pra mim mesma, só pra deixar registrado.
E de repente surge o twitter (na verdade ele já existia, eu só não sabia) e lá tava ele... pronto para receber minhas ideias... de uma maneira tão simples e rápida.
Sem grandes elaborações. Sem grandes textos. Sem fotos. Sem cor.
Só palavras.
140 caracteres.
Tipo rápido como eu falo.
Aqui, agora!
E daí, as ideias surgem e eu escrevo nele. E a vontade de registrar no blog meio que passa.

Mas não é só isso. O meu lado.
Tem também as pessoas que sigo.
Com os pensamentos instantâneos delas. Aparecendo sem eu ter que ir atrás, diretamente na minha página.
Com a cor que escolhi, num mesmo formato para todos. Democraticamente. Na linha do tempo em que foram escritos. “Ei, @billgates, espere aí sua vez de aparecer na tela de @robilob, pois @tedouumdado escreveu primeiro!”.
E o pensamento de Bill fica lá, pacientemente esperando a minha leitura (sim, eu sei, fisicamente ele aparece mais em cima... mas para um bom entendimento das mensagens... o twitter tem que ser lido de baixo pra cima - fkdk).

E fico incrível quando penso: “Como ninguém tinha pensado nisso antes?”

Ainda hoje escuto pessoas que dizem: “não entendo ainda direito esse twitter”.
Mas definitivamente resolvi que não dá pra explicar. A pessoa tem que descobri por si só. Entrar lá e ver.
Porque assim como um blog, o twitter é muito pessoal.
Depende do interesse de cada um.

E o que era apenas só pessoal virou informação. Essencial.
Num clique, todos perceberam que a velocidade do twitter era muito vantajosa.
E todos se renderam. As grandes empresas, a mídia em geral, os amigos mais “antenados”.
Pra eu saber o que ta acontecendo no mundo, basta eu apenas entrar na minha página do twitter.
Sei a capa da Revista Veja dessa semana, sei que um amigo comeu fondue em Gravatá, sei que faltam 37 dias pro aniversário do Bono, sei até o que o que Bill Gates vai assistir na TV hoje (por mais incrível que isso possa parecer).
E isso tudo só lendo a página inicial do meu twitter... sem nem um morezinho.
Tá, eu sei... minha following list é muito estranha.
Mas ela representa uma parte de mim. Então...

E pelo TT (Trending Topics) já dá, de cara, pra saber o que tá acontecendo por aí. No Brasil e no mundo.
Por exemplo, não precisava tá vendo o BBB, você podia até odiar, mas saberia quem venceu, na hora. Tava lá o nome dourado no TT mundial. Minutos após a vitória (nem preciso dizer que quando Michael Jackson morreu, os 10 TT´s eram sobre ele).

Adoro quando a baleia aparece (mesmo com raiva.kkk)

E a liberdade? Adoro. Você resolve seguir alguém e lá pelas tantas descobre que isso foi uma péssima idéia. Uma perda de tempo e espaço. E o que você faz? Unfollow-a.
Simples assim.

Acho que no fim, isso é o melhor de tudo.
Muito do que você fala, lê, se interessa e busca.
Tá tudo lá. Do jeito que você escolheu.
Em 140 caracteres.

E continuo incrível quando penso como ninguém tinha pensado nisso antes !!!

5 comentários:

Robilob Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Online Shop Vector by Artshare